Cinco Super

Os meus 5 Super – Edição 13

Aqui tens os meus 5 super pontos. Aquilo que tenho explorado, o que me tem inspirado e que tenho aprendido nas últimas duas semanas.

Às vezes falta inspiração para escolher o próximo livro para ler ou filme para ver. Ou simplesmente porque almoçamos às vezes sozinhos e queremos ver um podcast. É tão importante refletir sobre o que aprendemos mas, por vezes tão fácil esquecermos de o fazer. Mas às vezes só precisamos de uma frase ou uma música que nos devolva toda a energia e força que parece que nos foi roubada.

O que ouvi:

Breaking the Habit of Being Yourself do Joe Dispenza. O autor fala de como é imprescindível quebrar as crenças e pensamentos que temos que nos limitam, antes de começarmos a criar o novo Eu. O livro divide-se numa parte teórica, onde ele explica com base cientifica a importância dos nossos pensamentos e do subconsciente nas nossas ações e depois mostra com meditações como isto pode ser feito. 

“If you want a new outcome, you will have to break the habit of being yourself, and reinvent a new self.”

Joe Dispenza

“Can you accept the notion that once you change your internal state, you don’t need the external world to provide you with a reason to feel joy, gratitude, appreciation, or any other elevated emotion?”

Joe Dispenza

O que vi:

A série Inventing Anna, baseada numa história verídica de uma mulher que se fez passar por uma herdeira alemã para construir um negócio. É uma série leve e que nos leva a fazer pensar nas várias perspetivas da mesma história (porque existem sempre  diferentes perspetivas). E numa série onde, na minha perspetiva, não é claro quem são os bons e maus, faz-nos perceber a importância de nos pormos na perspetiva dos outros e como diferentes vivencias ao longo da vida levam a termos diferentes interpretações dos mesmos acontecimentos.

Também vi o filme Ritmo do coração. É a história de uma rapariga que adora cantar e que nasceu no seio de pais surdos e um irmão também ele, surdo.
Penso ter gostado especialmente do filme porque, também o meu pai não ouve. Às vezes é difícil para mim, compreender o que ele não tem por causa disso mas, por outro lado, também é difícil perceber que a vida dele não é só caracterizada por isso. Nós não somos a doença, nós somos nós, independente e especialmente devido à doença.

Aprendizagens super:

Este mês dediquei muito do meu tempo, seja em livros, podcasts ou cursos online a aprender mais sobre o papel que as nossas crenças e hábitos tem nas nossas ações, pensamentos, como interagimos com os outros e como interpretamos o que se passa à nossa volta. O poder do nosso subconsciente.

Apenas 5-10% das nossas ações são efetuadas conscientemente. E as nossas crenças e associações são formadas até aos nossos 7 anos, altura em que estamos quase exclusivamente a receber informação. Isto significa que durante quase toda a nossa vida é um computador cujos programas foram instalados até aos 7 anos. 
Não é impossível alterar crenças depois desta idade, mas é algo que requer mais trabalho, começando por nos tornar conscientes de quais são as crenças que nos estão de alguma forma a limitar.

Inspirações super:

Nem sempre os dias vão ser bons, nem sempre vais saber se aquilo que fazes se alinha para onde queres ir e por vezes, nem sabes bem para onde queres ir.
É normal! E independentemente da tua profissão, de já considerarem que és bem-sucedido(a) ou de ainda julgares que estás longe disso, todos teremos dias bons e dias maus. 
Às vezes damos concelhos aos nossos amigos e família e depois pensamos que não merecemos a mesma bondade ou as mesmas palavras de simpatia. 
O que me inspirou este mês, ouviu os conselhos que dei a uma pessoa, de volta a mim mesma. Isto fez-me lembrar do quão exigente somos connosco ocasionalmente (ou tantas vezes).

A tua vez agora:

Qual a importância que dás ao exercício físico? Sentes que é algo que gostas de fazer?
Pensa na última vez que foste treinar quando não te apetecia, qual foi a sensação quando acabaste o treino? O que pensaste e sentiste? O que aquela voz interior, o duende mau e bom te disse? Algo como “Muito bem! Conseguiste”, “foste capaz”, “és forte”,… 
Lembra-te destas sensações e palavras da próxima vez que não te apetecer sair do sofá.

Espero que isto te ajude a teres um SUPER dia.

Ser Super é melhor com amigos. Partilha através dos icons em baixo:

Preparado para a tua versão Super?

Alimento

Hábitos

Movimento

. . .

A que tens direito ao subscrever?

O teu Kit de Boas-vindas GRÁTIS !

Newsletter com as publicações mais recentes

As Minhas 5 Super 

E todas as novidades em primeira mão !

Subscreve para saberes todas as novidades:

As informações de identificação pessoal são usadas apenas para enviar atualizações do site e responder às tuas questões. Podes optar por cancelar a subscrição a qualquer momento.

Be your own hero